Última hora
This content is not available in your region

Sérvia referenda nova Constituição que defende unidade territorial

Sérvia referenda nova Constituição que defende unidade territorial
Tamanho do texto Aa Aa

Fim-de-semana eleitoral para reforçar a unidade da Sérvia. Mais de seis milhões e meio de eleitores são chamados a pronunciar-se, em referendo, sobre a nova Constituição, que apresenta o Kosovo como parte integrante do país. Os principais partidos apelaram ao voto no “sim” e as sondagens mostram que a Carta Magna será aprovada com 90% dos votos. Para validar o resultado é necessário 50% de participação durante os dois dias de consulta.

O presidente sérvio, Boris Tadic, considera que “a nova Constituição não vai resolver o problema do Kosovo, mas permitirá defender melhor os interesses territoriais do país”. Após o desmembramento jugoslavo dos anos noventa, o mal-estar dos sérvios acentuou-se em Maio, aquando da independência do Montenegro e a perda do acesso ao Mar. Além disso, está em debate o futuro estatuto do Kosovo, com os albaneses a exigirem a independência. Na província, administrada pela ONU, o clima é tenso. Os albaneses vão boicotar o referendo que dizem ilegal, enquanto, os sérvios, por exemplo, em Mitrovica, se manifestam a favor da nova Constituição.