Última hora
This content is not available in your region

Noite de ataques no iraque põe em perigo governo de unidade nacional.

Noite de ataques no iraque põe em perigo governo de unidade nacional.
Tamanho do texto Aa Aa

O Iraque vive dias de grande violência, sobretudo depois de Saddam Hussein ter sido condenado à morte pela justiça iraquiana. Durante a noite registaram-se, pelo menos, 11 ataques em bairros xiitas e sunitas, muitos dos quais ocorreram na capital. Ainda não é conhecido um balanço preciso dos mortos.

As 17 vítimas do ataque suicida a um café de um bairro xiita na noite de terça-feira, foram hoje a enterrar. A violência sectária não tem mostrado sinais de abrandamento e a crise já começa a ameaçar o governo. O principal bloco parlamentar sunita ameaçou hoje abandonar o executivo de unidade nacional, liderado pelo primeiro-ministro Nouri al-Maliki, e ameaçou recorrer às armas se as milícias não forem desmanteladas.

Entretanto, al-Maliki, fez votos de que o presidente deposto, Saddam Hussein, seja executado antes do fim do ano. As declarações à televisão britânica BBC, surgem dias após o antigo chefe de Estado ter sido condenado à morte. No entanto Saddam tem o direito de recorrer e, de acordo com juristas, uma decisão definitiva pode ainda levar meses. Foi condenado por ter mandado matar e torturar centenas de xiitas nos anos 80.