Última hora

Última hora

APEC condena ensaios nucleares da Coreia do Norte mas não integra assunto na declaração final

Em leitura:

APEC condena ensaios nucleares da Coreia do Norte mas não integra assunto na declaração final

APEC condena ensaios nucleares da Coreia do Norte mas não integra assunto na declaração final
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente americano não conseguiu introduzir o dossiê nuclear da Coreia do Norte na declaração final do Fórum de Cooperação Económica Ásia-Pacífico (APEC), embora o assunto tenha dominado o encontro em Hanói, no Vietname. A Casa Branca recusa falar de fracasso, mas George W. Bush, que desejava uma condenação forte, obteve só um comunicado verbal, em que os líderes da APEC se dizem preocupados com o programa de Pyongyang e apelam à retoma das negociações.

O Canadá enviou um emissário à Coreia do Norte para dar conta das críticas internacionais. O primeiro-ministro canadiano, Steven Harper, considera os testes nucleares de Pyongyang actos perigosos e irresponsáveis e manifestou apoio à aplicação da resolução da ONU.

Quem regressa a casa satisfeito com os dois dias de reunião é o presidente Vladimir Putin. A Rússia assinou um acordo com os Estados Unidos, ultrapassando um dos últimos obstáculos à adesão de Moscovo à Organização Mundial do Comércio (OMC), após mais de dez anos de negociações.

Sobre a OMC, os 21 membros da APEC mostraram-se dispostos a relançar a ronda de Doha. O presidente americano seguiu para a Indonésia, onde o esperam os manifestantes. Só este domingo, dez mil pessoas invadiram as ruas da capital do maior país muçulmano do mundo, com slogans contra Bush e a sua política.