Última hora

Última hora

Hamas celebra aniversário com acusações ao Fatah

Em leitura:

Hamas celebra aniversário com acusações ao Fatah

Hamas celebra aniversário com acusações ao Fatah
Tamanho do texto Aa Aa

Ismail Haniyeh foi recebido com entusiasmo por milhares de apioiantes do Hamas, esta sexta-feira,em Gaza. O movimento organizou uma demonstração de força para celebrar o décimo nono aniversário da constituição do movimento criado pelo cheique Yassine, figura emblemática da resisitência palestiniana, morto em 2004 pelo exército israelita.

O ambiente em que decorre esta manifestação é muito tenso com as acusações entre o Hamas e o Fatah a subirem de tom. A deterioração da situação está ligada ao impasse nas negociações de um governo de unidade nacional, uma medida já tantas vezes anunciada e nunca conseguida que se arrisca a fazer mergulhar os territórios na guerra civil. No discurso desta sexta-feira, Haniyeh apelou à unidade e à preservação do sangue palestiniano.

Mas a paz é um equilíbrio muito difícil. Já hoje, forças de segurança palestinianas, fiéis a Abbas abriram fogo sobre os manifestantes do Hamas na Cisjordânia, desencadeando uma troca de tiros que deixou mais de três dezenas de feridos, alguns em estado muito grave.

O Hamas acusa o Fatah de estar por detrás do ataque contra o primeiro-ministro Haniyeh, na noite de ontem, no posto fronteiriço de Rafah. Durante o ataque foi morto um guarda-costas de Haniyeh e cerca de 20 pessoas ficaram feridas. Haniyeh ficou ontem bloqueado do lado egípcio da fronteira durante oito horas. Israel impediu a entrada da caravana do primeiro-ministro que transportava cerca de 35 milhões de dólares angariados nos países árabes que este visitou.