Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Bush ratifica polémico acordo de cooperação nuclear com a Índia

Bush ratifica polémico acordo de cooperação nuclear com a Índia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente americano ratificou a lei que permite a exportação de tecnologias e combustível nuclear para a Índia, o que não ocorre há 30 anos. Para os opositores, o acordo de cooperação, aprovado a 9 de Dezembro pelo Congresso, mina os esforços para combater a corrida às armas nucleares.

George W. Bush evoca a importância para cimentar as relações políticas e económicas. Segundo Bush, “Estados Unidos e Índia trabalham juntas para expandir as oportunidades económicas nos dois países. A economia indiana mais do que duplicou desde 1991 e é um dos mercados com maior crescimento para os produtos americanos”.

A questão é sensível. Washington é contra os dossiês nucleares do Irão e da Coreia do Norte e a Índia mantém uma velha rivalidade que o levou várias vezes à guerra com o vizinho Paquistão por causa da região de Caxemira.

O texto, que deve receber nova autorização do Congresso e a aprovação das autoridades internacionais, impõe condições, algumas contestadas por Nova Deli.

A Índia, que não ratificou o Tratado de Não Proliferação nuclear e que se estima que possua 50 ogivas, não poderá efectuar novos testes e deverá autorizar inspecções internacionais às centrais civis. Excluídas ficam as militares.