A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

LSE aumenta dividendo para se defender de OPA de Nasdaq

LSE aumenta dividendo para se defender de OPA de Nasdaq
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A bolsa de Londres, London stock Exchange (LSE) tem até amanhã para preparar a defesa à tentativa de compra feita pelo mercado tecnológico norte-americano Nasdaq.

Na luta para se proteger desta OPA hostil, a bolsa londrina anunciou o pagamento de dividendos no valor de 250 milhões de libras, o equivalente a 381 milhões de euros, aos accionistas.

Accionistas esses que são, na maioria, fundos de capitais de risco, como explica a analista Joanna Partridge: “Estes fundos controlam 30 a 40% das acções da LSE, directamente ou através de produtos derivados. Por isso, o diálogo é entre o Nasdaq e estes accionistas. O Nasdaq tem que convencê-los de que este preço é justo, sobretudo uma vez que a própria natureza deste sector está a mudar, com uma cada vez maior fragmentação”.

Actualmente, as acções da LSE estão cotadas acima do valor da oferta feita pelo Nasdaq, o que sugere que os norte-americanos podem ainda subir a parada. Depois do anúncio da defesa da LSE, o Nasdaq tem até ao dia 27 de Janeiro para fazer as alterações que entenda fazer, nomeadamente uma subida do preço proposto.

A administração da bolsa londrina continua a recomendar que os accionistas rejeitem a OPA.