Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Mau tempo faz mais de 20 mortos na Europa

Mau tempo faz mais de 20 mortos na Europa
Tamanho do texto Aa Aa

A passagem da tempestade “Kyrill” já deixou um rasto de mais de 20 mortos da Grã-Bretanha à República Checa. Na Alemanha, os ventos próximo dos 200 km por hora e a chuva provocaram o caos nas vias de comunicação e fizeram já 7 mortos, bem acima das 3 vítimas mortais da tempestade “Anna” em 2002.

A primeira zona a ser tocada foi o noroeste do país, mas na sua deslocação para Leste, a tempestade foi reclamando vítimas de Hildesheim a Munique, passado por Estugarda.

O estado de alerta mantém-se esta sexta-feira. Roterdão, na Holanda, sentiu a fúria dos elementos durante a tarde. Rajadas de vento acima dos 100 km/hora paralisaram praticamente todo o trânsito marítimo e ferroviário.

As actividades do porto, o maior da Europa, foram substancialmente afectadas. A tempestade provocou ainda uma pequena maré negra em resultado da colisão de um contentor à deriva com uma instalação petrolífera.

A queda de árvores fez 4 mortos na Holanda. Em Amesterdão, houve mesmo assim quem tenta-se, sem sucesso, deslocar-se de bicicleta. O tecto da estação central de comboios foi danificado.

Antes, a tempestade tinha deixado a sua marca no Reino Unido. Andar a pé, foi missão quase impossível no centro de Londres. A destruição, provocada por rajadas de vento que chegaram aos 160 km/hora, fez pelo menos 8 mortos.

No canal da Mancha, um porta contentores, que no meio da carga transporta quase 1700 toneladas de produtos perigosos, foi deixado à deriva pela tripulação entretanto resgatada pelos serviços de socorro britânicos.

Na República Checa, durante a noite, o vento acima dos 180 km/hora arrancou arvores da terra e fez pelo menos 3 mortos.