Última hora
This content is not available in your region

Venezuela inicia plano de nacionalizações pelo sector eléctrico

Venezuela inicia plano de nacionalizações pelo sector eléctrico
Tamanho do texto Aa Aa

O processo de nacionalizações do sector energético na Venezuela parece para já distante do choque temido pelos investidores estrangeiros. O governo assinou hoje um acordo para adquirir a maioria do capital da companhia de electricidade venezuelana, detida desde 2000 por uma empresa norte-americana e que passará nos próximos 30 dias para as mãos da petrolífera estatal.

Um negócio orçado em 900 milhões de dólares que não perturbou os mercados financeiros. O valor das acções da electricidade de Caracas subiram 3,27 por cento na bolsa, onde tinham caído 30% nas últimas semanas. O governo felicitou-se pela forma como decorreu o negócio respeitando um enquadramento legal e os valores de mercado. O vice-presidente venezuelano prometeu, “mais novidades para os próximos dias”.

Hugo Chavéz prossegue assim no caminho da revolução socialista que domina o seu segundo mandato. O plano de nacionalizações deverá abranger nos próximos meses, empresas de telecomunicações e petrolíferas, controladas na sua maioria por companhias privadas norte-americanas.