Última hora
This content is not available in your region

União dá luz verde a sanções da ONU contra países do nuclear

União dá luz verde a sanções da ONU contra países do nuclear
Tamanho do texto Aa Aa

Gibraltar já não é um obstáculo às sanções europeias contra o Irão e a Coreia do Norte. A Espanha e a Grã-Bretanha encontraram um compromisso ao diferendo sobre a formulação por escrito das competências das autoridades de Gibraltar para controlo da aplicação das sanções.

Os britânicos exigiam que fosse designado um alto funcionário do rochedo como entidade competente, os espanhóis tinham rejeitado a proposta. O compromisso agora alcançado designa o ministério do Negócios Estrangeiros da Grã-Bretanha, sem menção directa a Gibraltar.

Este acordo permitiu aos chefes da diplomacia dos Vinte e Sete dar luz verde, na reunião desta manhã, à aplicação das sanções impostas pela ONU ao programa nuclear e balístico do Irão e da Coreia do Norte.

As sanções não podiam ser aplicadas pela União Europeia antes de concluído o documento jurídico que contém em anexo a lista das autoridades – particularmente os bancos – que, em cada país, zelam pelo respeito das sanções, como por exemplo o congelamento dos bens.

O rochedo, que desde o século XVIII divide britânicos e espanhóis, era o espinho encravado neste processo contra o nuclear.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.