Última hora
This content is not available in your region

Fiat promove reforma de 2000 empregados

Fiat promove reforma de 2000 empregados
Tamanho do texto Aa Aa

A administração da Fiat, o governo italiano e os sindicatos chegaram a acordo sobre a reforma anticipada de 2000 trabalhadores.

Uma grande parte destas reformas vai afectar a fábrica da construtora italiana na Sicília, isto porque esta fábrica tem um custo bastante superior ao das outras instalações em território italiano, uma vez que as peças têm que ser transportadas por mar.

A construtora, que está a saír de uma longa crise, pretende poupar custos ao mesmo tempo que prevê bons números para este ano, graças ao lançamento do novo Fiat Bravo.

Este modelo é a grande aposta da Fiat, que diz ter já 8000 encomendas. O objectivo é vender 120.000 carros por ano. É a primeira aposta da Fiat, em seis anos, no sector dos familiares citadinos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.