Última hora
This content is not available in your region

Prodi foi ao Senado pedir confiança

Prodi foi ao Senado pedir confiança
Tamanho do texto Aa Aa

Romano Prodi foi esta terça-feira ao Senado na véspera da votação de uma moção de confiança ao governo que preside. O primeiro-ministro italiano apresentou as linhas-mestras do pacto-programa de 12 pontos que delineou para recompor a maioria, abalada na semana passada pelo chumbo da estratégia para o Afeganistão.

“A nossa presença no Afeganistão tem como objectivo apoiar o processo de consolidação das jovens instituições democráticas do país. Os nossos soldados no Afeganistão, como em todas as outras missões, respeitam uma cultura de diálogo e de auxílio, não de confronto”, sugeriu Prodi.

A família e o desenvolvimento económico são pontos fulcrais do governo, mas a prioridade vai para a revisão da lei eleitoral, apontada como causa da instabilidade governativa.

“A nova lei eleitoral deverá ser fruto de uma ampla convergência. A lei eleitoral, como as revisões constitucionais, não devem voltar a ser decididas apenas pela maioria”, defendeu o primeiro-ministro.

Após a intervenção de pouco mais de meia hora, Romano Prodi mostrou-se confiante na aprovação do Senado, apesar do cepticismo da imprensa em relação à coesão da aliança governativa e das críticas da oposição conservadora.