A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Detenções no Líbano pouco consensuais

Detenções no Líbano pouco consensuais
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As detenções por parte das autoridades libanesas de quatro elementos, de um grupo radical islâmico, suspeitos do envolvimento nos atentados a dois autocarros, esta semana, estão a gerar diferentes reacções. Em Beirute, as detenções fazem manchete na imprensa diária. Um acontecimento encarado como um presente e uma garantia de segurança para os habitantes desta cidade.

No entanto, o porta-voz do grupo Islamico visado, Shaker Al-Aabsi, já negou qualquer envolvimento: “rejeitamos completamente a acusação. Não sabemos quem está por detrás disto e porque estão a acusar a Fatah – Al-Islam.”

Ontem, o ministro do Interior libanês, garantiu que os quatro elementos sírios tinham confessado ter já transportado engenhos idênticos, noutras situcões, acabando, por matar e ferir muitos civis, perto de Beirut. O atentado ocorrido a dia 13 de fevereiro provocou três mortos e várias dezenas de feridos.