A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Presidenciais marcadas por dúvidas e violência

Presidenciais marcadas por dúvidas e violência
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O candidato da oposição às eleições presidencias e legisativas na Nigéria pede a anulação do escrutínio realizado no sábado.

O principal grupo de acompanhamento das eleições gerais instou também as autoridades a concelarem o processo eleitoral. O presidente da comissão eleitoral diz “que houve alguns erros mas em algum caso não há problemas que justifiquem a anulação do escrutínio”.

O presidente cessante Olusegun Obasanjo acusa que há pessoas a tentarem descredibilizar o escrutínio. Umaru Yar’Adua, apoiado pelo presidente tem em mãos a tarefa de manter o Partido Democrático do Povo no poder.

Muhammadu Buhari, o líder do principal partido da oposição afirma que ninguém poderá clamar vitória após um acto eleitoral com tantas irregularidades. A oposição ameaça mesmo convocar protestos de rua caso o PDP se declare hoje vitorioso. .