Última hora
This content is not available in your region

Royal prepara segunda volta com apoio da esquerda

Royal prepara segunda volta com apoio da esquerda
Tamanho do texto Aa Aa

Ségolène Royal, a segunda candidata mais votada na primeira volta das presidenciais francesas, também não perdeu tempo e já começou a preparar a segunda volta do dia 06 de Maio. A candidata socialista já passou pela sua sede de campanha, em Paris, onde começou a preparar o comício de Valence esta noite.

Royal mostrou-se optimista ao afirmar que “o apoio já começou” na medida em que um certo número de candidatos já afirmaram apoiar a sua candidatura e isso criou “uma dinâmica diferente entre as duas voltas”. “Agora é necessário trabalhar, confrontar ideias e depois os franceses vão comparar duas personalidades para determinarem qual a mais coerente com aquilo que dizem, que fizeram e com a sua personalidade.”

O fracasso de 2002, com a chegada de Le Pen à segunda volta do escrutínio presidencial, deixou marcas importantes no campo socialista e apesar de as sondagens apontarem todas para a passagem da candidata à derradeira etapa da eleição, os socialistas só descansaram quando viram as primeiras projecções.

Com 25,87 por cento, o que se traduz por cerca de menos dois milhões de votos dos que os de Nicolas Sarkozy, a festa pode então começar. A expectativa era grande em torno de Royal e ao fim da tarde de ontem, centenas de militantes concentraram-se junto à sede de campanha da candidata socialista.

Um militante dizia-se convicto de que “Ségolène Royal vai ser a primeira mulher a ser eleita presidente da República Francesa.” Os socialistas voltaram a ter confiança no seu candidato, mas isso não é suficiente para chegar ao Eliseu e Ségolène Royal percebeu que vai ter que convencer o eleitorado do centro se quer chegar a presidente.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.