A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Cinco reféns, dois franceses, raptados no Afeganistão às portas da morte

Cinco reféns, dois franceses, raptados no Afeganistão às portas da morte
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Teme-se cada vez mais pela vida dos cinco reféns sequestrados pelos Taliban a 3 de Abril. Dois cidadãos franceses, Celine e Eric, ambos trabalhadores da ONG Terra de infância, e três afegãos foram raptados por um grupo de insurgentes Taliban, estão sob ameaça de morte. O prazo para satisfazer as exigências dos insurgentes termina amanhã.

Os Taliban exigem a retirada das tropas francesas do Afeganistão. O ministro francês dos Negócios Estrangeiros voltou a afirmar que França não tem intenções de continuar no Afeganistão. As tropas especiais já foram retiradas do território e nesta altura continuam estacionados no país mil soldados franceses.

Os dois franceses e cinco afegãos foram raptados no inicio do mês na província Nimroz, no sudoeste interior do território. O chefe da diplomacia francesa já veio dizer que o Estado fez tudo o que podia pelos reféns. Quer isto dizer que as negociações estarão suspensas e a vida dos cinco cidadãos pode estar por um fio.

Esta situação de impasse contrasta com a de Daniele Mastrogiacomo, jornalista italiano, que foi raptado junto com intérprete e o condutor. Os dois afegãos foram executados, Mastrogiacomo foi solto oficialmente em troca da libertação de cinco prisioneiros taliban.