Última hora
This content is not available in your region

TEJ confirma validade do mandado europeu de detenção

TEJ confirma validade do mandado europeu de detenção
Tamanho do texto Aa Aa

O mandado europeu de detenção é válido, confirma o Tribunal Europeu de Justiça (TEJ), em resposta a um recurso apresentado por uma associação de advogados da Bélgica.

Em vigor desde 2004, este mandado tem-se revelado uma das ferramentas europeias mais eficazes na luta contra o terrorismo. Para 32 crimes graves, ele permite acelerar a extradição de suspeitos entre Estados membros.

Mas a referida associação belga de advogados considerava que, o facto de o mandado europeu suprimir “o controlo de dupla acusação” violava o princípio da igualdade e da não discriminação. Por “dupla acusação” entende-se a necessidade de que o acto cometido seja penalmente sancionável nos dois países envolvidos.

O Tribunal Europeu de Justiça não é da mesma opinião. A justiça europeia estima que os 32 crimes abrangidos pelo mandado causam “um prejuízo tão grave à ordem e à segurança públicas que não é necessário essa ‘dupla acusação’.”

A Comissão Europeia congratulou-se com a sentença, que permitirá aos procuradores nacionais continuar a utilizar esta ferramenta jurídica.

Em 2005, por exemplo, foram emitidos 6900 mandados, que conduziram a 1800 detenções.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.