Última hora
This content is not available in your region

Tribunal compromete aspirações do Barclays sobre ABN Amro

Tribunal compromete aspirações do Barclays sobre ABN Amro
Tamanho do texto Aa Aa

O banco holandês ABN Amro está impedido, por um tribunal, de vender a filial norte-americana LaSalle ao Bank of America. O tribunal comercial de Amesterdão ordenou o embargo do negócio, orçado em cerca de 15 mil milhões de euros.

A venda do LaSalle era uma das condições impostas pelo Barclays para prosseguir com a oferta de compra, superior a 63 mil milhões de euros, feita aos holandeses.

A decisão do tribunal pode significar a derrota do banco britãnico nesta batalha. Esta oferta foi aceite pla administração do ABN Amro.

Um consórcio, formado pelo Royal Bank of Scotland, pelo Fortis e pelo Banco Santander lançou, entretanto, uma oferta rival, superior à do Barclays. Sendo que uma das condições impostas é o fim da venda do LaSalle ao Bank of America.

Ou seja, a decisão judicial agora tomada vem mesmo a calhar para o consórcio. O LaSalle é um activo cobiçado pelo Royal Bank of Scotland.

Uma associação de pequenos accionistas do banco holandês está igualmente contra esta venda.

Se o fim do negócio for confirmado, o ABN Amro vai ter que pagar uma indemnização de 200 milhões de dólares, o equivalente a cerca de 150 milhões de euros.