A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Arqueólogos israelitas encontram túmulo do rei Herodes

Arqueólogos israelitas encontram túmulo do rei Herodes
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Ao fim de dois mil anos foi desvendado o mistério sobre o túmulo de Herodes. Uma equipa de arqueólogos israelitas encontrou a sepultura na zona conhecida como Herodium, a dez quilómetros a sudeste de Jerusalém, onde trabalhavam desde 1972. Ehud Netzer, chefe da equipa de arqueólogos da Universidade hebraica de Jerusalém, explica que não encontraram o corpo, pois a sepultura foi profanada e destruida talvez durante a revolta dos judeus contra os romanos no início da nossa era.

Durante anos a sua equipa procurou numa parte da zona, mas as buscas centraram-se depois numa colina, num local acessível por uma escadaria que terá sido construída para o funeral. Netzer acrescenta: “Começamos a perceber que estavamos próximos do local, quando encontramos as primeiras peças do sarcófago. O que posso dizer é que o sarcófago é monumental. Até agora só foram encontrados um ou dois deste género”.

Herodes reinou entre o ano 44 antes de Cristo e ano quatro da nossa era. É conhecido por ter reconstruído o Templo judeu de Jerusalém e, na Bíblia, pela execução de todos os bebés de sexo masculino de Belém para tentar matar Jesus e evitar perder o trono de “rei dos Judeus”, como lhe chamavam os romanos.