A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Grupo islamista reivindica rapto de jornalista da BBC em Gaza

Grupo islamista reivindica rapto de jornalista da BBC em Gaza
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Pode ser a primeira prova tangível do rapto do correspondente da BBC em Gaza, Alan Johnston. A cadeia de televisão Al Jazeera recebeu uma gravação onde o Exército do Islão – um grupo islamista pouco conhecido – reivindica o rapto do jornalista.

No registo, que inclui uma imagem do cartão profissional de Johnston, o grupo exige a libertação de vários prisioneiros, um dos quais o Sheik Abu Qatada al Filistini. O clérigo radical é suspeito de ligações com a Al Qaida e faz parte de um grupo de indivíduos que as autoridades britânicas mantém em detenção por considerarem um perigo para a segurança nacional.

Alan Johnston desapareceu na Faixa de Gaza a 12 de Março. A gravação hoje divulgada, cuja autenticidade ainda não pode ser verificada, não faz qualquer alusão ao estado do jornalista.

O Exército do Islão é um dos três grupos responsáveis pelo rapto de um soldado israelita num raide transfronteiriço lançado a partir de Gaza em Junho do ano passado.

As exigências do grupo foram rejeitadas pelo executivo palestiniano. Na semana passada, o primeiro-ministro Ismail Haniyeh disse que estavam a tentar organizar um encontro com indivíduos próximos dos supostos responsáveis pelo rapto de Johnston.