Última hora
This content is not available in your region

"Ingrid Betancourt está viva", afirma refém foragido às FARC

"Ingrid Betancourt está viva", afirma refém foragido às FARC
Tamanho do texto Aa Aa

Escapado à guerrilha colombiana das FARC após 8 anos de sequestro, o oficial de polícia John Frank Pinchao surgiu frente às câmaras da televisão, depois de uma fuga de 17 dias na floresta amazónica.

O ex-refém garantiu que durante o seu cativeiro encontrou-se com a ex-candidata presidencial, a franco-colombiana Ingrid Betancourt. Na última vez que a viu a 28 de Abril, afirma que, “estava viva e em bom estado de saúde”, assim como a sua assistente Clara Rojas.

As duas tinham sido raptadas pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia em 2002, em plena campanha presidencial. Pela primeira vez, o presidente colombiano afirmou ontem que está disposto a uma troca de prisioneiros para que a guerrilha liberte 56 reféns políticos. Alvaro Uribe recusa-se, no entanto, a criar uma zona desmilitarizada para realizar a troca como exige a guerrilha.