A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Confrontos entre israelitas e palestianos sem fim à vista

Confrontos entre israelitas e palestianos sem fim à vista
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma israelita morreu esta segunda-feira em Sderot após ter sido atingida por um tiro de roquetes do Hamas. A vítima de 35 anos encontrava-se dentro de uma viatura na cidade do sul de Israel. No carro seguiam ainda duas pessoas que sofreram ferimentos, uma delas com gravidade.

Desde terça-feira que Sderot tem sido alvo dos roquetes do Hamas e da Jihad Islâmica. Até à data nenhum dos cerca de 150 projectéis disparados nestes últimos seis dias tinha provocado mortes.

O ataque lançado a partir da Faixa de Gaza ocorreu na mesma altura que Javier Solana chegava à cidade do sul de Israel. O Alto Representante para a Política Externa da União Europeia esteve reunido com a ministra israelita dos negócios estrangeiros. Tzipi Livni apontou o dedo ao Hamas:

“Esperamos que a comunidade internacional aja de forma firme e determinada para pôr pressão nos terroristas , continuar a pressionar o governo palestianiano, e não fazer compromissos com o terror”, disse a responsável.

Na quarta-feira, a aviação israelita começou a bombardear posições do Hamas em Gaza como resposta aos tiros de roquetes contra o sul do país.

Mas a política do executivo israelita é cada vez menos consensual. Em visita a Sderot, horas depois do incidente, Ehmud Olmert foi vaiado pelos populares que exigiram a sua demissão.