Última hora
This content is not available in your region

Peugeot Citroën apresenta 41 modelos em três anos

Peugeot Citroën apresenta 41 modelos em três anos
Tamanho do texto Aa Aa

A Peugeot Citroën vai apresentar, nos próxmos três anos, 41 novos modelos. O presidente da construtora automóvel francesa, Christian Streiff, apresentou esta quarta-feira os pormenores do plano de reestruturação a que deu o nome Cap 2010.

Este nome não surge ao acaso. 2010 é o ano em que a empresa quer ter de volta a fatia perdida no mercado europeu. Deste plano faz também parte a supressão de 4800 empregos, uma medida que foi anunciada há um mês. Em cinco anos, a Peugeot Citroën passou de uma quota de 15,5% por cento, no mercado do Velho Continente, para 13,3%. Streiff, antigo homem-forte da Airbus, quer agora operar uma reviravolta nesta tendência.

Mas como pode a Peugeot voltar a ganhar o terreno perdido? Além dos novos modelos, Streiff aposta igualmente na maior eficiência das fábricas. Um corte nos custos que não deve, no entanto, implicar o fecho de nenhuma unidade. Isto embora esse cenário não esteja, completamente, posto de parte.

A Peugeot Citroën emprega pouco menos de 212.000 pessoas, a nível mundial, mais de metade das quais em França. Para a promoção, o grupo conta com um trunfo presidencial, já que o novo chefe de Estado francês, Nicolas Sarkozy, escolheu um Citroën C6 como viatura oficial. Quanto aos novos modelos, são destinados sobretudo à Europa, mas também à China e à América do Sul.