A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Mal-estar no governo nipónico após nomeação de ex-apresentadora de TV como ministra da Defesa

Mal-estar no governo nipónico após nomeação de ex-apresentadora de TV como ministra da Defesa
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Yuriko Koike assumiu hoje funções como Ministra da Defesa do Japão. É a primeira mulher à frente do exército nipónico e a segunda pessoa a ocupar-se desta pasta desde que foi elevada ao estatuto de ministério.

Mas a nomeação desta ex-apresentadora de televisão, perita em assuntos árabes e ministra do Ambiente no anterior executivo, está a causar mal-estar e divisões no governo de Shinzo Abe. O primeiro-ministro japonês enfrenta no fim do mês a primeira “avaliação” do seu gabinete nas eleições parciais para o Senado.

Koike, que era a assessora para os assuntos de segurança de Abe, foi nomeada após a demissão de Fumio Kyuma, que deixou ontem o cargo após declarações polémicas sobre a “inevitabilidade” das bombas atómicas norte-americanas contra Hiroshima e Nagasaki no fim da Segunda Guerra Mundial.