Última hora
This content is not available in your region

Tropas paquistanesas podem tomar de assalto Mesquita Vermelha esta noite

Tropas paquistanesas podem tomar de assalto Mesquita Vermelha esta noite
Tamanho do texto Aa Aa

A situação na Mesquita Vermelha de Islamabad no Paquistão pode conhecer um desfecho esta noite.

O executivo afirma com segurança, só uma semana depois do templo ter sido tomado pelos extremistas, que comandantes ligados à al-Qaida não só forneceram todo apoio logístico como estão dentro da Mesquita e tomaram o controlo de toda a operação.

Nada que já não fosse falado nos últimos dias entre autoridades e jornalistas, mas só agora a informação foi tornada oficial.

Quanto ao número de reféns, o ministro dos Assuntos Religiosos acredita que não ultrapassam os 600. Ijaz-ul Haq garante que as mulheres e as raparigas estão fechadas no interior da mesquita e no seminário e que estão separadas em pelo menos dois grupos. O responsável afirma ainda que o governo deverá ser obrigado a repensar a estratégia para acabar com a tomada da Mesquita pelos extremistas.

Já este fim-de-semana, o presidente Pervez Musharraf fez um apelo em tom de ultimato aos extremistas religiosos – disse que ou se rendiam ou seriam mortos.

O chefe de Estado Paquistanês esteve entretanto presente no funeral de um comandante do exército que morreu nos confrontos desta noite – os militares abriram buracos no muro da Mesquita alegadamente para facilitar a fuga de reféns. Os extremistas abriram fogo contra o exército.

As autoridades fazem agora a selecção dos homens que conseguiram fugir em dias anteriores, e tentam separá-los entre meros estudantes do Islão e radicais terroristas.