A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Gordon Brown avisa José Sócrates sobre "linhas vermelhas" do tratado

Gordon Brown avisa José Sócrates sobre "linhas vermelhas" do tratado
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Gordon Brown afasta a realização de um referendo sobre o futuro tratado da União. O novo primeiro-ministro britânico recebeu, no n. 10 da Downing Street, o seu homólogo português e presidente em exercício da União, José Sócrates.

Gordon Brown recordou que o Reino Unido impôs as chamadas “linhas vermelhas” e que, se elas forem respeitadas, não há necessidade de referendar o texto. Os britânicos não querem que a Carta dos Direitos fundamentais seja vinculativa, e recusam o reforço da política externa comum e a perda de competências judiciais e fiscais.

Sócrates, por seu lado, manifestou solidariedade face aos atentados terroristas falhados da semana passada no Reino Unido. “Gostaria de garantir ao Sr. Primeiro-ministro que a matéria ‘combate ao terrorismo’ estará no topo da agenda portuguesa, durante a nossa presidência. A Europa precisa de mais cooperação policial para fazer face a essa ameaça”, afirmou Sócrates.

Os Vinte e Sete têm ainda na memória os atentados de Londres, em 2005, e de Madrid, em 2004. Desde então, a luta contra o terrorismo tem sido uma constante da política europeia. Na passada terça-feira, a Comissão Europeia propôs novas medidas, como uma rede europeia de intercâmbio de dados dos passageiros das companhias aéreas, uma base de dados de explosivos roubados ou perdidos, a vigilância do ensino do islamismo radical ou a criminalização da divulgação, via internet, das instruções para construir bombas.