Última hora
This content is not available in your region

Países nórdicos são os mais caros do continente europeu

Países nórdicos são os mais caros do continente europeu
Tamanho do texto Aa Aa

Se está a pensar ir admirar a Pequena Sereia nestas férias, leve a carteira bem recheada. A Dinamarca é, dos países da União, aquele onde os produtos alimentares e as bebidas não alcoólicas são mais caras.

Esta é a conclusão de um estudo do Eurostat, agora publicado, que dá conta que, no continente europeu, os preços são mais elevados nos países nórdicos: Islândia, Noruega, mas também Suíça. Seguem-se a já referida Dinamarca, Irlanda, Finlândia ou Suécia. Sabendo que 100 é a média europeia, Portugal, com um índice de 88, situa-se em 19.o lugar, num total de 36 países. A Lituânia ou a Bulgária, por exemplo, são bem mais baratas, com preços mais de 60% inferiores à média europeia.

Este índice é formado por um conjunto de 500 alimentos e bebidas não alcoólicas. Sem surpresas, os preços são mais elevados nos antigos 15 dos que nos novos Estados membros.

Quando se trata apenas das bebidas alcoólicas, é a Irlanda que bate o recorde, quase o dobro da média europeia. Seguem-se a Finlândia e o Reino Unido. Aliás, atenção, para os fumadores, este é também o país onde o tabaco é mais caro.