A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Primeiro-Ministro japonês enfrenta críticas internas

Primeiro-Ministro japonês enfrenta críticas internas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Senado japonês elegeu ontem um presidente do Partido democrata, o que acontece pela primeira vez nos últimos 50 anos. A eleição seguiu-se ao acto eleitoral de 29 de Julho, em que o partido governamental sofreu uma grande derrota. E no dia em que o Senado elegia o seu presidente democrata, revelava-se um novo escândalo que envolve o Ministro da Justiça; acusado de receber luvas de um grupo que necessitava de fazer entrar no país trabalhadores estrangeiros ilegais.

A oposição procura por todos os meios provocar eleições antecipadas mas, o facto de Shinzo Abe continuar a gozar de uma maioria parlamentar na Câmara Baixa, vai permitindo a sobrevivência do actual Governo japonês. A cumprir um ano de Governo no próximo mês de Setembro, Shinzo Abe tem sofrido uma série de derrotas políticas, nos últimos tempos. A sua popularidade desceu 27%, em consequência da demissão e prisão de dois ministros, enquanto um terceiro optou pelo suicídio.