A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Manuel Noriega pode ser extraditado dos Estados Unidos para França

Manuel Noriega pode ser extraditado dos Estados Unidos para França
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Manuel Noriega pode vir a ser extraditado para França. O ex-general e antigo presidente do Panamá, detido há 17 anos nos Estados Unidos, enfrenta na terça-feira os juízes que analisam o pedido de Paris.

Noriega, 72 anos, viu a justiça americana recusar o seu pedido para regressar ao Panamá após a sua libertação a 9 de Setembro. Os seus advogados preparam-se para uma longa batalha. Um deles, Frank Rubino, afirma que vão usar o facto de Noriega ser considerado um “prisioneiro de guerra” para levar o caso às Nações Unidas, pois dizem que esse estatuto impede a extradição para um terceiro país.

Manuel Noriega foi detido durante a invasão americana do Panamá em 1989. Três anos depois foi condenado a 40 anos de prisão por tráfico de droga. A pena foi reduzida. Em França, enfrenta uma pena de dez anos de prisão, por branqueamento de capitais, enquanto, no Panamá, foi condenado à revelia por crimes bem mais graves do que em território francês.

O caso divide os habitantes. José Mejia é a favor, porque acha que há muitas pessoas que estão descontentes com o que fez enquanto governou o Panamá. Outros são contra.

Manuel Noriega esteve no poder entre 1983 e 1989. É acusado de corrupção, tortura e homicídios de opositores, mas se regressar ao país, ficará em prisão domiciliária devido à sua idade.