A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

O primeiro-ministro japonês demitiu-se

O primeiro-ministro japonês demitiu-se
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Shinzo Abe e o executivo estão envolvidos numa série de escândalos de corrupção que afectaram drasticamente a popularidade do chefe de governo. Segundo uma última sondagem publicada pela imprensa nipónica, Abe recolhe o apoio de apenas 30 por cento dos japoneses. A mesma sondagem revela que a imagem do primeiro-ministro melhorou quando foi remodelado o governo, mas as polémicas e os escândalos continuaram e a popularidade voltou a cair.

No domingo, Abe anunciou que se demitia caso não fosse aprovado o alargamento de uma missão naval de apoio aos Estados Unidos no Afeganistão, algo que a maioria do parlamento se prepara para rejeitar.