A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Sarkozy quer um "novo contrato social" para os franceses

Sarkozy quer um "novo contrato social" para os franceses
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Quatro meses depois de ser eleito, Nicolas Sarkozy profere o discurso que todos os parceiros sociais do governo estavam à espera. O presidente da República francesa pega na bandeira que marcou a campanha eleitoral e diz aos franceses que é preciso mudar o sistema de segurança social, os contratos de trabalho e o sistema de reformas.

“Pretendo a supressão da passagem automática à reforma antes dos 65 anos. É impensável explicarmos aos franceses que têm de trabalhar mais tempo, quando há pessoas que entram automaricamente na reforma quando atingem uma certa idade. Quanto às pré-reformas, os descontos para a segurança social devem ser maiores neste período, para que as pessoas não abusem do sistema”, anunciou o Presidente francês.

Nicolas Sarkozy quer ainda ir “mais longe e simplificar determinados aspectos da regulamentação do tempo de trabalho, que é um dos sistemas mais complexos do mundo. Devemos dar uma maior liberdade às empresas para a determinação da duração dos contratos colectivos de trabalho”, declarou o Chefe de Estado.

Depois do anúncio, Sarkozy assegurou os parceiros sociais, sobretudo os sindicatos, que estas reformas serão feitas num clima de concertação.