A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Candidata conservadora alemã propõe prazo de validade para casamentos

Candidata conservadora alemã propõe prazo de validade para casamentos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Entre os partidos políticos, a tradição já não é o que era. Gabriela Pauli candidata à liderança da CSU, o partido mais conservador da Alemanha propôs que os casamentos passem a ter um prazo de validade de sete anos. A autarca e militante dos democratas-cristãos da Baviera, divorciada duas vezes e tida com rebelde dentro do partido, considera que pondo em prática a sua ideia se poderia poupar nos custos do divórcio. “A minha proposta é que os casamentos acabem ao fim de sete anos. No futuro, o casamento será celebrado com uma duração determinada. Depois as pessoas podem dizer activamente ‘sim’ se quiserem prolongá-lo”, afirmou Pauli.

O presidente da CSU e governador da Baviera há catorze anos reagiu à proposta dizendo que a candidata devia mudar de partido político. Mas na verdade quem já teve de mudar foi o próprio Edmund Stoiber. O ano passado, Gabriela Pauli contribuiu para a sua demissão ao acusá-lo de ter dado ordens ao seu chefe de gabinete para espiar a sua vida privada para saber se bebia ou andava com homens. Stoiber negou a iniciativa mas posteriormente o chefe de gabinete demitiu-se arcando com as culpas de espionagem. Sob a pressão mediática, o chefe da CSU acabou por anunciar que abandonava a presidência da regiao e do partido final do mês.

Pauli recolhe 24% das intenções de voto, o que não será suficiente para ganhar a liderança da CSU mas dada a sua queda para a polémica deverá continuar a dar muitas dores de cabeça aos barões democratas-cristãos do estado mais rico e poderoso da Alemanha.