Última hora

França inicia julgamento de alegado cérebro dos atentados de Paris

França inicia julgamento de alegado cérebro dos atentados de Paris
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Justiça francesa começou a julgar esta segunda-feira Rachid Ramda, um islamita argelino de 38 anos acusado financiar e planear os atentados de Paris em 1995. Ramda foi detido no mesmo ano em Inglaterra depois de as autoridades francesas terem emitido um pedido de extradição. Um processo que se arrastou durante anos, até 2005 quando o alegado terrorista foi finalmente extraditado.

Ammar Lisser foi vítima e testemunha de um dos atentados ocorrido no metro da capital francesa:

“as imagens que vi, os gritos das pessoas, sobretudo a dor, continuou a guardá-las, lembro-me disso todos os dias”, afirmou.

Por seu lado Françoise Rudetzki, presidente da assciação “SOS Attacks” afirma esperar que “ Rachid Ramda não se exprima apenas na imprensa e que nos forneça explicações sobre as suas impressões, os números de telefone encontrados e as transferências de fundos”.

Dos três atentados à bomba de que Rachid Ramda é acusado, o mais grave ocorreu na estação de metro de Saint Michel onde morreram oito pessoas e 50 ficaram feridas.

Esta é o segundo julgamento que Rachid enfrenta em menos de dois anos. Em Março de 2006 foi condenado a uma pena de prisão por crime de associação criminosa.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.