A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Maquinistas admitem voltar a paralisar na próxima semana

Maquinistas admitem voltar a paralisar na próxima semana
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os maquinistas alemães poderão voltar a paralizar já na próxima segunda feira. A ausência de um acordo entre a Deustche Bahn e o sindicato do sector originou esta manhã uma greve de três horas nas linhas regionais e suburbanas. A companhia de caminhos de ferro alemã tinha recorrido à justiça para impedir a paralisação, mas sem sucesso.

O sindicato do sector exige aumentos salariais na ordem dos trinta por cento, mas a empresa não está disposta a ultrapassar os 10%. Um maquinista mostra-se indignado com o actual vencimento, acrescentando, que “provavelmente até os polacos ganham mais.”

Para minimizar os efeitos da paralização durante a manhã, a Deustche Bahn distribuiu alimentos e água aos utentes dos serviços dos caminhos de ferro.

As reacções à greve não se fizeram esperar. Um passageiro considera que “10% é uma boa proposta” e considera que os trabalhadores a deveriam aceitar. Uma outra passageira mostra-se enervada com toda esta situação porque precisa de viajar, mas diz compreender o motivo da greve.

A paralização desta sexta feira, causou perturbações nas deslocações de centenas de pessoas, mas ficou longe da última greve geral em 1992.