Última hora
This content is not available in your region

Polícia espanhola detém dirigentes do Batasuna

Polícia espanhola detém dirigentes do Batasuna
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades espanholas detiveram a cúpula dirigente do Batasuna. A detenção das vinte e duas figuras do braço político ilegalizado da ETA ocorreu quando realizavam uma reunião em Segura, no País Basco, destinada a escolher os novos líderes do partido. A operação foi ordenada pelo juíz da Audiência Nacional espanhola Baltazar Garzón e justificada pela interdição de actividade política decretada ao Batasuna há cinco anos. Os antigos líderes da formação são acusados de “reincidência em delito” e os novos dirigentes de pertencerem a uma organização terrorista. Vários detidos foram trasladados a San Sebástian.

O Batasuna sofre assim um duro golpe, quatro meses depois da ETA anunciar o fim da trégua. As detenções desta noite acontecem dois dias depois de Madrid ter ordenado a captura de um porta-voz do Batasuna e de uma representante da organização de apoio aos presos da ETA Askatasuna.

Os dois políticos são acusados de participar numa manifestação não autorizada pelo governo regional basco, que decorreu no dia 9 de Setembro em San Sebastián.

O protesto foi rapidamente dispersado pela polícia, mas degenerou em violência entre jovens independentistas radicais e elementos das autoridades.