A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Supremo Tribunal paquistanês autoriza eleições presidenciais mas bloqueia publicação de resultados

Supremo Tribunal paquistanês autoriza eleições presidenciais mas bloqueia publicação de resultados
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Luz verde do Supremo tribunal paquistanês para a realização das eleições presidenciais amanhã. Mas o colectivo de juízes proíbe a publicação de resultados antes de 17 de Outubro, quando é esperada a decisão judicial sobre os problemas colocados pela candidatura de Musharraf.

O actual chefe de Estado tem quase assegurada a reeleição por parte de um parlamento e Assembleias regionais que lhe são favoráveis. Dois rivais da oposição recorreram à justiça, considerando que o escrutínio só deveria se realizado após as legislativas e que antes Musharraf deveria abandonar a chefia das Forças armadas.

Musharraf está disposto a abandonar o uniforme, mas só depois do escrutínio presidencial. Esta era também uma das exigências de Benazir Bhutto, líder da oposição, para partilhar o poder com Musharraf após as legislativas de Janeiro. Após meses de negociações foi obtido um acordo. Em troca da aliança, a ex-primeira-ministra, a viver no exílio, vê cair as acusações de corrupção e que impediam o seu regresso ao Paquistão, marcado para dia 18 de Outubro.