Última hora
This content is not available in your region

Protesto agressivo por questões linguísticas na Bélgica

Protesto agressivo por questões linguísticas na Bélgica
Tamanho do texto Aa Aa

“A Bélgica já não existe” – esta foi uma das frases proferidas por militantes flamengos de extrema-direita que tentaram intimidar autarcas francófonos de uma comuna dos arredores de Bruxelas, a Wezembeek-Oppem, esta segunda-feira à noite.

Nesta região da flandres onde predomina o neerlandês, a maioria dos habitantes é francófona e a reunião do conselho municipal para discutir exigências francófonas causou a ira, não só dos eleitos do partido nacionalista Flaams Belang no interior da reunião, como dos militantes, no exterior.

Mesmo assim, a maioria francófona do conselho municipal aprovou a confirmação de um burgomestre com programa eleitoral em francês e a possibilidade dos eleitos se exprimirem também nesse idioma.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.