Última hora
This content is not available in your region

UE reduz quotas de pesca do bacalhau no Báltico

UE reduz quotas de pesca do bacalhau no Báltico
Tamanho do texto Aa Aa

Foi agitada, a reunião dos ministros das pescas, mas os Vinte e Sete chegaram a acordo sobre a redução das capturas piscícolas no mar Báltico, para o próximo ano. Bruxelas foi obrigada a rever, em baixa, a sua proposta, para conseguir um compromisso. Em causa, sobretudo, o bacalhau, considerado espécie ameaçada.

Assim, após a reunião, no Luxemburgo, os ministros concordaram em reduzir a captura do bacalhau em cinco por cento, face aos valores deste ano, na zona oriental do Báltico. Inicialmente, Bruxelas propunha uma redução de 23%. A parte oriental deste mar é, sobretudo, usada pela Polónia – que estava em conflito aberto com a Comissão.

No lado ocidental do Báltico, a redução será de 28%, contra os 33% originalmente propostos por Bruxelas. Estas reduções inserem-se no plano da Comissão para salvaguardar as espécies ameaçadas. A França comprometeu-se, entretanto, a combater a pesca ilegal do atum vermelho – outra espécie em perigo. Bruxelas considera que Paris já esgotou, em muito, as taxas de captura autorizadas para este ano.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.