Última hora
This content is not available in your region

Neonazis dominam atenções do dia nacional da Rússia

Neonazis dominam atenções do dia nacional da Rússia
Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia celebrou este domingo o dia da unidade do povo com as manifestações de extrema-direita a concentrarem as atenções.

Vladimir Putin colocou flores junto à estátua do príncipe russo Dmitry Pozharsky e do mercador Kuzma Minin que juntos reuniram voluntários para combater e expulsar os invasores polacos em 1612.

Diversas manifestações tiveram lugar um pouco por todo o país. Até mesmo grupos neonazis foram autorizados a realizar a chamada Marcha Russa. Em Moscovo a manifestação esteve limitada a 7 mil pessoas.

Em São Petersburgo e de acordo com uma rádio local, registaram-se actos de vandalismo contra imigrantes.

Na capital houve direito a uma manifestação contra os ideais neonazis apoiada pelos liberais do Partido Yabloko, na oposição.

A juventude Nashi, formação pró-putin, também se manifestou mas pela unidade russa num dia nacional criado há apenas 2 anos para substituir o 7 de Novembro, data em que se assinala a revolução bolchevique de 1917.