A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

O governo do Afganistão expulsou dois funcionarios europeus, por alegadamente, terem mantido conversas com lideres taliban, no sul do país.

 O governo do Afganistão expulsou dois funcionarios europeus, por alegadamente, terem mantido conversas com lideres taliban, no sul do país.
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um dos expulsos é britânico e outro irlandês. Sabe-se que um integrava a missão da União Europeia e outro a missão das Nações Unidas. O incidente já foi confirmado em Bruxelas, pela porta voz do responsável pela política externa, Javier Solana.

Confirmação feita também em Kabul, por um porta voz da Direcção Nacional de Segurança

“O governo islâmico do Afganistão confirmou a detenção de dois estrangeiros. A confirmação existe, mas não há pormenores sobre as missões que desempenhavam no país”.

O incidente surge no momento em que o jornal britânico Daily Tlegraph noticia a existência de negociações entre agentes dos serviços secretos britânicos, o M16, com dirigentes dos rebeldes taliban.

Um notícia que vem causar embaraços ao primeiro-ministro. Gordon Brown por mais de uma vez, afirmou que o seu governo não negociaria com os taliban, porque nunca faria acordos com terroristas.