Última hora
This content is not available in your region

Reféns colombianas podem ser libertadas nas próximas horas

Reféns colombianas podem ser libertadas nas próximas horas
Tamanho do texto Aa Aa

Renova-se a esperança na libertação das duas reféns colombianas que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) tinham prometido entregar. O centro das operações é agora em San José del Guaviare, 340 quilómetros a sul de Bogotá. O presidente da Venezuela, Hugo Chavez, anunciou ter recebido das FARC as coordenadas do local onde estão as duas prisioneiras.

Durante uma conferência de imprensa, Chavez afirmou: “Oxalá que nas próximas horas, a Consuelo e a Carla estejam livres, assim como todas as pessoas que têm sofrido com esta situação dramática, na Colômbia e em qualquer parte do mundo”.

Para além de Chavez, é agora o governo da Colômbia que se compromete publicamente. O alto comissário colombiano para a paz, Luis Carlos Restrepo afirmou que “a Colômbia está a oferecer todas as garantias para que a libertação de Clara Rojas e Consuelo Gonzales seja bem sucedida”.

Espera-se a libertação de Consuelo Gonzalez de Perdomo , ex-deputada do parlamento da Colômbia, sequestrada pelas FARC em Setembro de 2001 e Clara Rojas, ex-candidata à vice-presidência, nas mãos da guerrilha desde Fevereiro de 2002. A libertação das duas mulheres faz renascer a esperança na libertação da franco-colombiana Ingrid Bettencourt.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.