Última hora
This content is not available in your region

Nacionalista vence primeira volta das presidenciais na Sérvia

 Nacionalista vence primeira volta das presidenciais na Sérvia
Tamanho do texto Aa Aa

O nacionalista sérvio Tomislav Nikolic venceu a primeira volta das presidenciais deixando antever uma segunda volta bastante disputada. O líder do Partido Radical obteve 40% dos votos, enquanto Boric Tadic, que se recandidata à chefia do Estado, conseguiu o apoio de 35% do eleitorado.

Nikolic defende que a Sérvia pode tirar dividendos da sua posição de mediadora entre Bruxelas e Moscovo. Acusado de isolacionismo, o candidato nacionalista simboliza para alguns o medo do regresso aos tempos de Slobodan Milosevic.

Mais próximo de Bruxelas, o presidente Boric Tadic coloca as coisas noutros termos: a Sérvia tem de decidir se é a favor ou contra a Europa, não pode ficar com os dois.

Apesar das diferenças entre os dois homens, nem um nem outro aceita a independência do Kosovo. O chefe da diplomacia dos 27 congratulou-se com os elevados níveis de participação eleitoral.

Javier Solana afirmou ainda que “gostaria de ver a Sérvia mais próxima da União Europeia”.

Belgrado não era aliado de Moscovo no tempo da União Soviética. A relação entre os dois países reforçou-se porque a Rússia apoia a posição sérvia no que toca ao Kosovo.

O desfecho das presidenciais poderá estar nas mãos de Kostunica. O primeiro-ministro sérvio não se pronunciou sobre qual dos dois candidatos vai apoiar na segunda volta.

Kostunica lidera a frágil coligação de que faz parte o partido de Tadic mas critica o presidente por ser demasiado brando nas negociações com a União Europeia sobre o Kosovo.