Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Uribe em público com Rojas para reforçar posição de Bogotá face às FARC

 Uribe em público com Rojas para reforçar posição de Bogotá face às FARC
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Em digressão pela Europa para recolher apoios à posição de Bogotá face às FARC, o presidente colombiano protagonizou em Madrid uma cuidada “operação de charme” com Clara Rojas. Ao lado do chefe do governo espanhol, Álvaro Uribe abraçou a ex-refém política da guerrilha colombiana, libertada graças à influência do presidente venezuelano Hugo Chávez.

Uribe voltou a recusar a criação de uma zona desmilitarizada para a troca de 500 prisioneiros das FARC por cerca de quarenta reféns, nomeadamente a franco-colombiana e ex-candidata presidencial Ingrid Bettancourt.

Bogotá propõe uma “zona de encontro” mediada pela Igreja colombiana, juntamente com emissários de Espanha, França e Suíça.

Em Neiva, 400 quilómetros a sul da capital colombiana, a ex-congressista Consuelo González defendia ontem que “se o povo não se envolver na procura de um acordo humanitário, dificilmente o presidente e as FARC – que são em última instância quem decide – vão poder avançar”.

Libertada a 10 de Janeiro juntamente com Clara Rojas, González liderou uma manifestação de cinco mil pessoas pela libertação de reféns.