Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Violência e terror assolam o Vale de Rift

 Violência e terror assolam o Vale de Rift
Tamanho do texto Aa Aa

A violência inter-étnica que abala o Quénia desde as eleições provocou hoje mais um banho de sangue. O terror está agora centrada no Vale de Rift em cuja capital, Nakuro, 45 pessoas foram queimadas vivas, o que eleva para 81 o número de mortos na província, desde quinta-feira.

Mais de 800 pessoas morreram no Quénia desde o início da contestação às eleições presidenciais de 27 de Dezembro, ganhas pelo actual presidente, Mwai Kibaki, e cuja validade é recusada pelo líder da oposição, Raila Odinga.

O ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan, no país desde terça-feira para tentar mediar a crise política, deslocou-se de helicóptero a esta província para avaliar a amplitude da crise e, de regresso a Nairobi, denunciou a ocorrência de “violações sistemáticas dos direitos humanos”. o mais rapidamente possível”.
Annan avisou que não vai ficar no Quénia “durante meses” e que exrtou os dirigentes a trabalhar com os mediadores, “o mais rapidamente possível para estancar a crise.