Última hora

Sudão acusa Chade de apoiar ataque a Cartum

Sudão acusa Chade de apoiar ataque a Cartum
Tamanho do texto Aa Aa

O Sudão rompeu relações diplomáticas com o Chade este domingo. O Governo sudanês acusa N’Djamena de ter apoiado um ataque rebelde dirigido ontem contra a Cartum. O executivo chadiano nega qualquer envolvimento. A Capital sudanesa foi atacada por centenas de membros do Movimento Justiça e Igualdade, oriundo do Darfur, dias depois de as autoridades locais terem advertido para a iminência de um ataque rebelde.

Em Cartum vivem oito dos 38 milhões de habitantes do Sudão. Um país com uma área superior à da Europa ocidental e cuja economia é alimentada por reservas petrolíferas importantes. A capital sudanesa está sob recolher obrigatório e a televisão pública mostrou imagens de prisioneiros e material militar rebelde apreendidos pelas tropas governamentais.

O exército continua a controlar as ruas de Cartum depois de os rebeldes terem conseguido entrar na cidade, pela primeira vez desde o início do conflito. Segundo observadores internacionais, em cinco anos de confronto terãoo morrido 200 mil pessoas.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.