Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Gregos fazem greve geral

Gregos fazem greve geral
Tamanho do texto Aa Aa

A venda de uma fatia de controlo da empresa de telecomunicações OTE à Deutsche Telekom desencadeou uma onda de protestos na Grécia. Milhares de trabalhadores fizeram uma greve geral esta quinta-feira, contra as privatizações.

O governo de centro-direita, chefiado por Costas Karamanlis, está debaixo de fogo. Um delegado sindical da OTE diz o que pensa do acordo com a Deutsche Telekom: “É uma traição. Entregamos propriedade pública de mão beijada. Infelizmente o governo obedece aos patrões estrangeiros e dá a OTE à Deutsche Telekom sem qualquer proveito para a Grécia e para os gregos”.

Depois da reeleição, em Setembro, o governo de Karamanlis anunciou uma nova onda de mudanças, que inclui privatizações e uma reforma da segurança social.

Diz um homem, “pedimos a paragem de todas as privatizações e a assinatura de acordos com base nas necessidades dos trabalhadores e não com base nas migalhas que o patronato e este governo nos querem dar”.

A greve obrigou ao encerramento de lojas e bancos um pouco por toda a Grécia. A actividade no porto de Atenas esteve parada e uma grande parte dos voos da Olympic Airways ficou em terra.

Entretanto, acabou a greve dos transportadores de combustível, que tinha lançado o caos no país.