A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Greve dos maquinistas paralisa comboios na Bélgica

 Greve dos maquinistas paralisa comboios na Bélgica
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os combois belgas estão parados. A greve dos maquinistas prolonga-se até à meia noite. Os trabalhadores aderiram em massa ao protesto convocado por todos os sindicatos da Companhia de Caminhos de Ferro belga, como referiu um representante sindical: “Esta acção teve mais sucesso do que qualquer outra greve realizada nos últimos anos. Estamos totalmente fartos! Tendo em conta os problemas que tivemos em relação ao plano social, penso que a direcção da empresa não foi séria”.

Os trabalhadores queixam-se da diminuição do poder de compra. Para além das questões salariais, há ainda a flexibilidade das carreiras, exigida pela administração.

As autoridades temiam o pior mas a circulação rodoviária foi menos complicada do que se esperava. Muita gente aproveitou o dia de greve para ficar em casa.

O protesto afectou tanto o tráfego interno, como as linhas internacionais.

O ministério da economia afirma que a paralisação causou ao país um prejuízo de 40 milhões de euros.