Última hora
This content is not available in your region

Junta miltar aceita conferência de doadores na Birmânia

Junta miltar aceita conferência de doadores na Birmânia
Tamanho do texto Aa Aa

O regime militar birmanês reage finalmente duas semanas depois da passagem do ciclone Nargis. A Junta militar aceitou acolher uma conferência de doadores no próximo domingo em Rangun, copresidida pelas Nações Unidas e pela Associação de Países do Sudeste asiático, ASEAN.

A televisão dissidente “Voz Democrática de Birmânia” distribuiu estas imagens da população desesperada a receber ajudas.

As potências ocidentais acusam o regime de Myanmar de ter reagido demasiado tarde à desvastadora passagem do ciclone Nargis no sul do País e que causou a morte a quase 133 mil pessoas.

O presidente da Junta Militar, Than Shwe encontrou-se hoje com as vítimas em Labutta, uma das povoações mais afectadas e a televisão estatal mostrava os ordenados campos de refugiados levantados por militares

Entre os poucos ocidentais que conseguiram autorização da Junta para entrar no local está o subsecretário da ONU para os assuntos humanitários, John Holmes, que prepara a reunião do próximo Domingo e a chegada do secretário geral da organização Ban Ki Moon, nas próximas horas.

Embora a Junta Militar tenha levantado em parte o seu punho de ferro, em muitas zonas do País são os monges budistas quem mais se encarrega de ajudar as populações