Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Georgianos elegem novo parlamento

 Georgianos elegem novo parlamento
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um teste à democracia da Geórgia. É desta forma que são vistas as eleições legislativas desta quarta-feira. Mikhail Saakachvili votou esta manhã numa assembleia de voto da capital Tbilissi. De acordo com as sondagens, o partido do chefe de Estado, o Movimento Nacional Unido, deverá manter a maioria dos 150 lugares no parlamento. Quem também votou esta manhã foi Levan Gachechiladze, candidato da Oposição Unida – Direita, derrotado nas presidenciais de Janeiro.

Três milhões e meio de eleitores são chamados às urnas. O escrutínio de hoje acaba por ser decisivo para Saakachvili, que pretende mostrar ao mundo a vocação democrática da ex-república soviética e dissipar as acusações de fraude que ensombraram as últimas eleições. A Geórgia atravessa um período de instabilidade política, marcada pelas reivindicações separatistas da Abcássia e da Ossétia do sul, duas regiões protegidas por Moscovo.

A missão de observadores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), que se encontra na Geórgia, publicou um relatório sobre o decorrer da campanha eleitoral, onde afirma ter recebido “queixas sobre ameaças, participação ilegal de funcionários públicos na campanha e utilização indevida de recursos humanos”. Por este motivo o chefe da missão Peter Semnebi afirmou que os observadores vão acompanhar o voto e a contagem dos sufrágios.