Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Beirute festeja eleição de Suleiman

Beirute festeja eleição de Suleiman
Tamanho do texto Aa Aa

Foram necessárias vinte tentativas para eleger o chefe de Estado Libanês. Michel Suleiman, de 59 anos foi o homem escolhido pelo Parlamento para pôr fim a uma crise política, que dura há 18 meses.

A vitória do general foi festejada com entusiasmo nas ruas de Beirute. Suleiman foi eleito com 118 votos em 127. O general sucede a Emile Lahoud que terminou o mandato em Novembro de 2007.

Os líderes libaneses da maioria parlamentar e da oposição chegaram a um acordo no Qatar. Mas o movimento xiita do Hezzbollah fez algumas exigências. Entre elas o direito a assentos parlamentares suficientes para ter poder de veto

Um deputado libanês considera que apesar das cedências, “o país deu um importante passo em direcção ao futuro e a uma nova era que vai permitir acabar com os confrontos e reconstruir um estado democrático e soberano.”

O actual governo, apoiado pelo ocidente, tem direito a 16 lugares no Parlamento e pode escolher o primeiro-ministro.

Para o representante da diplomacia francesa, a eleição de Suleiman representa um novo começo e admite que país possa ter um governo já a partir desta segunda feira.

O novo presidente libanês que comandou o exército desde 1998 é como manda a tradição um cristão maronita, que sempre defendeu a separação entre religião e a política.