Última hora
This content is not available in your region

Preço dos combustíveis lança pescadores ao mar da contestação

Preço dos combustíveis lança pescadores ao mar da contestação
Tamanho do texto Aa Aa

O preço dos combustíveis está a lançar os pescadores europeus ao mar da contestação. Os profissionais franceses estão determinados a europeizar um protesto que já dura há nove dias, um objectivo que estará alcançado pois os companheiros de Itália, Espanha e Portugal equacionam realizar uma greve maciça por tempo indeterminado, com início previsto o mais tardar na sexta-feira.

Em França, numerosas embarcações estão paralisadas e acessos a portos e depósitos de combustível bloqueados. Apesar de muitos profissionais estarem divididos sobre a paralisação, pelo facto de terem famílias para alimentar, os protestos vão continuar.

Reivindicam o preço do gasóleo unificado ao nível europeu e uma gestão razoável de cotas. Esta manhã o presidente francês Nicolas Sarcozy anunciou que iria propor aos parceiros europeus a limitação do IVA nos combustíveis, uma sugestão que a Comissão Europeia qualificou de mau sinal para os Estados produtores.

Sarkozy anunciou que as receitas suplementares do IVA vão destinar-se aos mais afectados pela crise.

Em Portugal, o governo rejeita mexer nos impostos. Se não houver concessões, os pescadores vão lançar as redes ao executivo. Só no Algarve, as tripulações de 90 % das embarcações estão determinadas a fazer greve.